Morre mãe de menino vítima de massacre em Blumenau; esposa chora: ‘minha família perfeita foi destruída’

Carina Marchesin desabafou em comovente entrevista diante das duas tragédias recentes que destruíram a sua família.

PUBLICIDADE

Morreu aos 30 anos Samira Barbosa, mãe do menino Enzo Marchesin Barbosa, que foi uma das vítimas do atentado registrado em uma creche na cidade de Blumenau em abril deste ano. A vítima lutava contra um câncer há anos, tendo sido diagnosticada com uma nova metástase poucos dias antes do crime do qual o seu garoto foi vítima.

PUBLICIDADE

Samira Barbosa era casada com Carina Marchesin. Juntas elas adotaram Enzo por meio de um processo legal. A criança havia chegado à casa da família há cerca de dois anos antes do crime, o qual abalou todo o país.

Viúva de Samira Barbosa lamenta morte

Em entrevista concedida para a emissora CNN Brasil, Carina lamentou a morte de sua companheira. Segundo ela, em pouquíssimos meses, a família que por tanto tempo sonhou foi completamente destruída. No momento, os parentes estão encarregados de prestarem as últimas homenagens e de realizarem a cerimônia de cremação do corpo.

Em certo ponto da entrevista, Carina afirmou não ter palavras para descrever a dor que sente, descrevendo uma sensação de ter o corpo anestesiado diante das tragédias recentes. “Me sinto anestesiada. Sabia que essa hora iria chegar, mas nunca estamos prontos para ela. Sinto que minha família perfeita foi destruída”, lamentou.

Mãe de menino que morreu em massacre de Blumenau foi diagnosticada com metástase

A viúva contou que a metástase foi inicialmente diagnosticada no peritônio de Samira Barbosa. Posteriormente, a doença avançou até os seus pulmões, sendo a causa do óbito. Apesar dos desafios, a falecida foi descrita como uma mulher de muita garra, que lutou contra a doença até o fim de sua vida.

PUBLICIDADE