Causa do óbito da mãe de 30 anos que perdeu filho em massacre a creche em Blumenau é revelada

Samira Barbosa tinha apenas 30 anos de idade e terá o corpo submetido a uma cerimônia de cremação.

PUBLICIDADE

Faleceu na última quarta-feira, dia 20 de dezembro, aos 30 anos, Samira Barbosa, a mãe de uma das crianças que foram assassinadas em um massacre a uma creche em Blumenau, Santa Catarina, no início do ano. O crime foi registrado em abril, quando um criminoso invadiu a instituição de ensino armado com uma arma de fogo, disparando aleatoriamente contra as suas vítimas.

PUBLICIDADE

Samira Barbosa teve a causa do óbito divulgada à imprensa. Nas redes sociais, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina, o Hemosc, informou que a jovem faleceu em decorrência de complicações de um câncer contra o qual ela lutava há vários anos.

Mãe de menino executado em Blumenau morreu de câncer

A causa do óbito de Samira Barbosa também foi especificada por sua esposa, Carina Marchesin. Em entrevista concedida à emissora de TV CNN Brasil, ela confirmou que a companheira enfrentava um câncer agressivo, que avançou em metástase poucos dias antes do filho do casal ser vítima do crime.

A vítima oncológica lutou contra a doença por muitos anos, tendo um histórico pregresso. Acontece que, em meio aos tratamentos, os médicos diagnosticaram uma metástase no peritônio. Posteriormente, a doença se espalhou para os pulmões da vítima, causando o óbito.

Samira havia adotado Enzo há dois anos

Carina e Samira eram mães do pequeno Enzo Marchesin Barbosa, que tinha quatro anos à época do massacre. A guarda da criança foi obtida por meio de um processo de adoção, o qual havia sido concluído há cerca de dois anos, contados do dia da tragédia. Agora, o corpo da mãe será encaminhado para cerimônia de cremação.

PUBLICIDADE