Morre segundo aluno baleado em escola do Paraná; família autorizou doação dos órgãos

Luan, de 16 anos, faleceu nesta madrugada em hospital de Londrina (PR).

PUBLICIDADE

O estudante Luan Augusto, de apenas 16 anos, foi a segunda vítima fatal do ataque que ocorreu em escola do interior do Paraná. Na madrugada desta terça-feira (20), o adolescente teve a morte confirmada pelo Hospital Universitário de Londrina.

PUBLICIDADE

O ataque ocorreu na segunda-feira (19), em Cambé. Um homem de 21 anos invadiu a escola armado e atirou contra Luan e sua namorada, Karoline Verri Alves, também de 16 anos. Karoline foi baleada na cabeça, não resistiu e morreu na hora.

Família vai doar órgãos de Luan

A família de Luan Augusto tomou uma atitude de amor em meio a forte dor que vem sentindo e decidiu doar os órgãos do rapaz. Essa doação pode salvar a vida de muitas pessoas que estão na filha de espera por órgãos. 

Detalhes do ataque ocorrido no Colégio Estadual Helena Kolody mostram que o atirador entrou no local falando que solicitaria documentos. Armado, ele contou à polícia que escolheu as vítimas aleatoriamente. Autoridades informaram que foram feitos 16 disparos dentro da escola.

Luan e Karoline morreram

O velório do corpo de Karoline está sendo realizado nesta terça-feira (20). Até o fechamento da reportagem, não havia informações sobre o velório e sepultamento do corpo de Luan. Todo o procedimento será realizado depois da retirada dos órgãos para doação. A comunidade escolar de Cambé e do Paraná estão de luto com mais essa triste notícia ocorrida em uma escola. Nos últimos anos, o Brasil tem acompanhado ataques como esse em diversos estados, como Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

PUBLICIDADE