Estado do Rio de Janeiro confirma mais dois casos de gripe aviária

Com isso, total de casos sobe para dez.

PUBLICIDADE

O governo do estado do Rio de Janeiro confirmou mais dois casos de gripe aviária H5N1 em aves silvestres migratórias da espécie trinta-réis-de-bando, no bairro da Ilha do Governador, zona norte da capital, e em Angra dos Reis, litoral da Costa Verde. Com isso, o total de casos sobe para dez. No entanto, não há registro de pessoas contaminadas.

PUBLICIDADE

As secretarias de Estado de Saúde (SES) e de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa) orientam a população a não tocar em aves silvestres com sinais de doença. O cidadão deve ligar para o número 193, do Corpo de Bombeiros ou comunicar imediatamente à unidade da Defesa Agropecuária da região ou à Coordenação de Vigilância Ambiental de seu município. O contato só pode ser feito por profissionais habilitados e com uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Infecção

A gripe aviária não é transmitida pelo consumo de carne de aves e nem de ovos. As infecções humanas pelo vírus da Influenza Aviária ocorrem por meio do contato direto com aves infectadas (vivas ou mortas).

PUBLICIDADE

Dos dez casos registrados no estado, quatro foram em São João da Barra; dois em Niterói; um em Cabo Frio; dois na cidade do Rio de Janeiro; e um em Angra dos Reis. Técnicos da Vigilância em Saúde da SES-RJ ressaltam que não há motivo de preocupação para a população sobre epidemia de H5N1, pois até o momento não há transmissão direta, de pessoa para pessoa.

Publicado em 19/06/2023 – 18:15 Por Douglas Correia – Repórter da Reuters – Rio de Janeiro 

Edição: Denise Griesinger