Site da Globo publica resultado do 2° turno com ‘Lula eleito’ e internautas apontam manipulação

O site do jornal O Globo publicou uma página com o suposto resultado do 2° turno das eleições.

PUBLICIDADE

O portal de notícias O Globo, publicou uma página em seu site nesta quinta-feira (27) com supostos resultados do segundo turno das eleições, marcado para o próximo domingo (30). O portal exibia Lula (PT) como eleito para presidente. Minutos após a postagem, a página foi removida e colocada offline. O Globo disse em comunicado que se tratava de testes e que os dados não eram reais.

PUBLICIDADE

A contagem de votos exibida no site, mostrava que Lula (PT) estava à frente, vencendo com 51,2% dos votos, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) marcava 48,8%. A apuração ainda contava com abstenções (7.822.700) e votos em branco e nulos (7.431.565). No total, o candidato Lula estava com um total de 68.485.047 votos e Bolsonaro 65.283.134.

O Globo comunica erro e pede desculpas

Em nota publicada em seu site, o jornal O Globo alegou que testou seus sistemas em seu ambiente de apuração dos votos, assim como em todas as eleições faz, usando dados hipotéticos. O jornal disse que não obteve nenhum dado do banco de dados do TSE, até porque, a votação para o segundo turno não ocorreu ainda.

No comunicado, o jornal afirmou que não tem nenhum tipo de interferência na contagem de votos do TSE. Antes da eleição, as áreas técnicas do jornal estavam sendo testadas para garantir que o sistema funcione satisfatoriamente no dia da eleição. Os dados inseridos eram fictícios, e usados apenas para verificar se o sistema estava funcionando. No entanto, de acordo com o jornal, eles não deveriam ter sido exibidos publicamente. O GLOBO lamentou o erro e pediu desculpas.

PUBLICIDADE

Páginas bolsonaristas dizem que O Globo manipulou os dados

Vários perfis bolsonaristas nas redes sociais usaram o erro cometido pelo jornal para acusar O Globo de manipular os dados, por supostamente ter obtido os resultados antes mesmo da eleição. Questionados pelos perfis, o jornal O Globo reiterou que se trata de números hipotéticos que foram exibidos incorretamente pelo sistema.