in

Paramédico é acionado para atender emergência e vítima é o próprio filho de 12 anos; família está devastada

O próprio pai que é paramédico acabou sendo direcionado para emergência em que a vítima era o filho.

Foto: Reprodução/The Sun

Os paramédicos são chamados para salvar vidas o tempo inteiro. Esses profissionais estão acostumados a encontrar cenários difíceis durante o trabalho. Por mais experiente que a pessoa seja, ninguém está preparado para receber um telefonema da própria casa informando que o próprio filho está em risco de vida.

Publicidade

No entanto, foi com essa situação que o paramédico Troy Heise, de Queensland, na Austrália precisou lidar. O homem relatou o fato ao The Sunday Project e explicou que foi designado para fazer o atendimento ao pedido de socorro em seu próprio endereço. A vítima era o próprio filho de 12 anos de idade.

“No fundo da sua mente, você pensa: ‘Isso não é real, isso não é real. Essa não pode ser a minha casa. Por que algo ruim aconteceria na minha casa?’. Foi tão repentino e foi algo inédito, que eu nunca esperava”, desabafou o pai. Ele não pensou que a sua esposa, Sarah, com está casado há 17 anos, acionasse a emergência para avisar que tinha achado o filho inconsciente.

Publicidade

A mulher se deparou com o filho Flynn, de 12 anos, desacordado no banheiro. Sarah contou que achou estranho quando percebeu que o menino estava dentro do banheiro há 20 minutos. Quando entrou no local, viu ele caído e acionou a emergência de imediato. O paramédico frisou que foi muito traumático ser chamado para um atendimento desse.

Publicidade

O homem disse que tentou ajudar da melhor forma possível, tentando deixar o coração de pai de lado e atuando apenas como profissional. Ele frisou que como é um familiar a pessoa fica apegada emocionalmente. Outros colegas foram direcionados para ajudar no atendimento, mas infelizmente o desfecho não foi aquele esperado.

Publicidade

O menino de 12 anos foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu e morreu três dias depois. A suspeita é que ele estava mexendo no chuveiro e teria acabado entrando em pânico ou mesmo escorregado quando notou que um fio enrolou em seu pescoço. A família ficou devastada com a perda.

Publicidade