in

Mulher perde parte do nariz em cirurgia estética com dentista e aponta sequela: ‘Destruiu minha autoestima’

Paciente precisou passar por 14 cirurgias depois de ter infecção e necrose no nariz por causa de procedimento.

Foto: Elielma Carvalho/Arquivo Pessoal

Uma mulher de 37 anos denunciou um dentista depois de ter parte do nariz necrosado e ficar com sequelas que, segundo ela, ocorreram por uma cirurgia plástica. Seu drama começou após realizar o procedimento, que deveria ser realizado apenas por médicos, em junho de 2020.

Publicidade

Elielma Carvalho Braga foi submetida a uma alectomia, que é uma cirurgia estética que visa afinar o nariz. O procedimento foi realizado por um dentista da cidade de Aparecida de Goiânia, que fica na região metropolitana da capital de Goiás.

Mulher perde parte do nariz em cirurgia

A vítima contou que, após perder parte da pele, precisou realizar mais de dez cirurgias. Como resultado das intervenções, teve cicatrizes e a autoestima abalada. Elielma diz que tem vergonha, pois tentou fazer uma coisa para melhorar e o dentista destruiu a sua vida. Ela conta que chora e que não é fácil o que vive.

Publicidade

O Conselho Federal de Odontologia proibiu de todas as formas a realização desse tipo de procedimento por dentistas. Somente médicos podem fazer alectomia ou outra cirurgia no nariz. Profissionais, como o que executou, só podem realizar alguns tipos de operação na região da face.

Publicidade

O dentista Igor Leonardo, se pronunciou sobre o caso e disse que tal problema não foi uma decorrência da cirurgia, mas sim por uma síndrome desenvolvida por uso de medicamento, o que pode ocasionar a necrose. O profissional contou ainda que deu todo o apoio a ela.

Publicidade

Vítima processa dentista

Elielma conta que desistiu da carreira de esteticista, por ter medo de causar um dano parecido em alguém. Ela está processando o dentista que realizou a operação, pedindo danos morais, estéticos e materiais, o que totalizam R$ 42 mil. A defesa do profissional alega que não houve imprudência ou imperícia, pois foram tomados todos os procedimentos cabíveis por parte dele. Segundo o advogado, a negligência aconteceu por parte da paciente.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .