in

Funcionárias denunciam presidente da Caixa por assédio sexual: ‘Aconteceu comigo e com várias colegas’

Um grupo de mulheres denunciou o presidente da Caixa por supostos assédios sexuais e, desde então, uma investigação corre sob sigilo.

Divulgação/ Pensar Piauí

Pedro Duarte Guimarães assumiu a presidência da Caixa Econômica Federal pouco tempo após a posse de Jair Bolsonaro. Depois disso, não demorou para que se tornasse um dos integrantes do governo mais próximos ao chefe do Executivo. Em meio à pandemia da Covid-19, época em que o governo precisava propagandear o auxílio emergencial para ajudar as famílias mais carentes do país, por exemplo, Pedro Duarte surgia constantemente nas tradicionais transmissões ao vivo do presidente da República das quintas-feiras.

Publicidade

Agora, de acordo com uma matéria do Metrópoles, já há algum tempo correm pelos bastidores do banco, que Guimarães coleciona diversos episódios envolvendo assédio sexual dentro da Caixa, contudo, nada havia avançado o suficiente a ponto de coloca a sua permanência no cargo à prova.

No entanto, no fim de 2021, um grupo de funcionárias decidiu romper o silêncio e, assim, denunciaram algumas situações das quais teriam sido vítimas. A coluna de Rodrigo Rangel colheu relatos de algumas das mulheres que denunciaram o presidente da Caixa. Elas afirmam terem se sentido assediadas por Guimarães em diversas ocasiões, sempre durante compromissos profissionais.

Publicidade

De acordo com a coluna, os relatos são fortes e as supostas vítimas falam em toques íntimos sem autorização, convites heterodoxos e abordagens inadequadas.

Publicidade

Após a denúncia desse grupo de mulheres foi aberta uma investigação para apurar o caso, que corre sob sigilo judicial no Ministério Público Federal.

Publicidade

Em um dos relatos, uma mulher diz que dependendo da proximidade que tem com algumas mulheres, o presidente da Caixa passa a se sentir uma espécie de dono delas, sendo assim, é comum ele pegar na cintura ou no pescoço. “Já aconteceu comigo e com várias colegas”, contou. Segundo a suposta vítima, Guimarães não reage muito bem diante de negativas. “Não sabe escutar não”, contou ela, ressaltando que quando Pedro Duarte escuta um ‘não’ passa simplesmente a ignorar a pessoa.

Publicidade