Vazamento de gás tira a vida de 13 pessoas e deixa 250 feridos; o que se sabe até agora do acidente

Acidente ocasionou vazamento de gás nocivo que tirou a vida de 13 pessoas e deixou mais de 250 feridos.

PUBLICIDADE

A queda de um contêiner com cloro, um gás tóxico e nocivo, ocasionou o óbito de 13 pessoas que estavam nas proximidades, além de outros 250 feridos. O caso aconteceu nesta última segunda-feira (27) e tem sido noticiado em todo o planeta.

PUBLICIDADE

O acidente aconteceu no porto Aqaba, localizado na Jordânia. O primeiro-ministro do país, Bicher Al-Khasawneh, e o ministro do Interior, Mazen Al-Faraya, foram até onde ocorreu o acidente, segundo noticiado pela rede de televisão oficial jordaniana, Al-Mamlaka.

Vazamento de gás causa óbitos e deixa feridos

O acidente aconteceu quando um cabo se rompeu no levantamento de um tanque de 25 toneladas. O rompimento derrubou o contêiner que estava cheio de cloro, um gás tóxico e nocivo para o ser humano. A explosão ocasionou uma grande nuvem de cor amarela.

O subchefe da autoridade, Haj Hassan, falou para a rede de televisão que o “cabo de ferro que carregava um contêiner contendo uma substância tóxica se rompeu, o que causou a queda e o vazamento” da substância química. A explosão e posterior vazamento ocorreram às 15h15 (horário local).

O cloro tem cor amarelo-esverdeado que atinge essa cor em condições normais de pressão e temperatura. Geralmente, o composto é pressurizado e resfriado para ser armazenado. Além dos 13 óbitos, 250 pessoas foram feridas na explosão, com 123 que continuam internadas.

PUBLICIDADE

Óbitos e ferimentos em porto

Ainda não foi divulgado se as mortes foram ocasionadas pelo gás ou pela queda do contêiner. O porto onde aconteceu o acidente é um dos principais do mar Vermelho, sendo o único do reino hachemita e onde passa a maior parte das importações e exportações da Jordânia.