in

Médicos declaram óbito de menino de 4 anos com ele ainda estava vivo; ele tinha sinais vitais

A criança foi declarada morta ainda estando viva, porém ele acabou não sobrevivendo.

Reprodução tvjornal.ne10

Uma criança foi declarada morta mesmo estando viva e o caso ganhou repercussão nas redes sociais nos últimos dias. Samuel Barbosa da Silva, de apenas quatro aninhos, travou uma árdua batalha pela vida ao enfrentar um grave câncer cerebral. O pequeno lutava contra a doença internado no hospital, quando teve a morte cerebral decretada pelos médicos que acompanhavam o seu tratamento na unidade.

Publicidade

Contudo, tudo não passou de um engano e o menino ainda estava vivo. A família de Samuel chegou a organizar o velório, mas foram surpreendidos pela alteração no quadro de saúde. O garotinho morreu no hospital da cidade de Carapicuíba algumas horas depois.

Tumor cerebral

O pequeno guerreiro passou mal há cerca de duas semanas se queixando de fortes dores de cabeça. Após passar por uma avaliação, os médicos detectaram um câncer no cérebro a criança.

Publicidade

Mudança no quadro

Quando a equipe médica informou sobre a morte encefálica da criança, os parentes anunciaram a triste notícia nas redes sociais e se prepararam para o adeus. Mas, quando os equipamentos de suporte de vida seriam desligados, um último exame mostrou que o menino estava vivo, ou seja, os profissionais teriam se equivocado sobre o diagnóstico, já que ainda havia ondas cerebrais.

Publicidade

Publicidade

Os familiares foram tomados por uma chama de esperança com a reviravolta no diagnóstico médico. O pequeno guerreiro continuou hospitalizado, porém seu estado clínico era considerado gravíssimo. Foi solicitada uma transferência para o Hospital das Clínicas, porém a Secretaria de Saúde disse que o paciente estava sendo monitorado por especialistas. Aos familiares somente restou torcer para que o menino se recuperasse.

Infelizmente, ele lutou por mais algumas horas, mas acabou não resistindo às complicações da enfermidade. Samuel foi sepultado na última terça-feira, 7 de junho, no cemitério de Jandira, que fica localizado em São Paulo.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.