in

Estado de Pernambuco computa 44 óbitos após fortes chuvas, aponta ministro

Volume de chuva tem sido altíssimo na região e já deixou um saldo devastador.

Reprodução redes sociais

Em situação crítica em decorrência das fortes chuvas que assolam a região, desde o início da semana, o estado de Pernambuco já registrou oficialmente a marca de 44 mortes. A informação foi atualizada neste domingo (29), por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Regional, durante uma coletiva à imprensa.

Publicidade

Deste quantitativo de óbitos confirmados, boa parte ocorreu somente no último sábado (28), quando a capital Recife e cidades vizinhas da Região Metropolitana foram afetadas com diversos deslizamentos de barreiras e enchentes.

“A informação atualizada que eu tenho é de que a gente registrou 44 óbitos, 56 desaparecidos, 25 feridos, 3.957 desabrigados e 533 desalojados“, disse o ministro Daniel Ferreira, responsável pela pasta.

Publicidade

Acompanhado de outros ministros do governo Bolsonaro, Ferreira sobrevoou as áreas mais atingidas pelas fortes chuvas, entre Recife e Jaboatão dos Guararapes. No pronunciamento, ele destacou que as previsões indicam fortes chuvas para os próximos dias e, que diante disso, a postura de manutenção de medidas de autoproteção, deve ocorrer.

Publicidade

Cenário devastador

Nas últimas horas, diversos vídeos passaram a circular nas redes sociais evidenciando a situação delicada que a capital pernambucana e municípios vizinhos estão em função do alto índice de chuva que caiu na região nesta semana.

Publicidade

As chuvas começaram no estado na última segunda-feira (23), com o primeiro óbito sendo confirmado na quarta-feira. O índice de óbitos ainda pode crescer significativamente com a retomada das buscas pelo Corpo de Bombeiros, equipe das Forças Armadas e moradores voluntários. 

Nesta segunda-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (PL) estará em Recife para acompanhar de perto as movimentações de ajuda aos desabrigados e vítimas diretas e indiretas da tragédia.

Publicidade