in

Laudo do IML aponta causa do falecimento de homem trancado em carro da PRF

Genivaldo, de 38 anos, foi agredido e jogado dentro do camburão de viatura no Sergipe.

Foto: Arquivo pessoal/TV Sergipe/Reprodução

A morte de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, está repercutindo em todo o Brasil. Ele foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Umbaúba, em Sergipe, na quarta-feira (25). De acordo com a PRF, Genivaldo teria reagido à abordagem. A família do homem de 38 anos diz que ele sofria de esquizofrenia e se medicava havia 20 anos.

Publicidade

Genivaldo foi agredido e colocado dentro do camburão de um dos carros da PRF. Imagens gravadas por populares mostram uma fumaça branca saindo do camburão onde Genivaldo foi colocado. O homem não resistiu e morreu. Nesta quinta-feira, houve manifestações na cidade.

Familiares, amigos e população em geral estão revoltadas com o que aconteceu. A Polícia Rodoviária Federal no Sergipe divulgou nota informando que os agentes usaram técnicas de imobilização instrumentos de menor potencial ofensivo.

Publicidade

Laudo do IML aponta causa da morte

O Instituto Médico Legal do Sergipe divulgou laudo indicando que Genivaldo morreu em decorrência de asfixia mecânica e insufiência respiratória aguda. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, outros exames foram realizados e devem trazer mais detalhes sobre a morte.

Publicidade

O corpo de Genivaldo foi liberado pelo IML e seria velado na casa da mãe, na pequena cidade de Mangabeira, no interior do estado. Genilvado deixou esposa e um filho. Todo a família está comovida e clama por Justiça. Nas redes sociais, o assunto está em alta e o vídeo com as cenas da agressão e do camburão estão causando repulsa nos internautas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!