in

Massacre no Texas: mãe de sobrevivente conta como filha sobreviveu ao ataque por ‘um milagre’

Atirador entrou em escola de ensino fundamental no Texas e tirou a vida de 19 alunos e duas professoras.

YouTube/PrtScr/11Alive

Salvador Ramos, de 18 anos, entrou armado em uma escola de ensino fundamental em Uvalde, no Texas, Estados Unidos, e começou a atirar contra alunos e funcionários no local. O massacre terminou com o falecimento de 19 alunos, duas professoras e do próprio agressor, que faleceu durante uma troca de tiros com a Polícia.

Publicidade

Uma mãe de família, de 30 anos, tem uma filha matriculada na escola e estava no carro quando ouviu pelo rádio sobre o ataque na instituição de ensino. Ela foi até a escola e tentou entrar, mas foi impedida pelos agentes. Nesse momento o atirador saiu do prédio atirando na direção dos policiais.

Mãe conta como filha escapou do massacre no Texas

Celeste teve a felicidade e o alívio de encontrar a filha viva depois do ataque e contou como é que a menina conseguiu se salvar. “Ela ficou escondida no banheiro o tempo todo. Ela tentou sair e ele atirou bem na frente dela. Então ela parou e se escondeu em outro lugar. Ela então viu o atirador correr e atirar e se escondeu durante 15 minutos e depois começou a correr para a primeira porta aberta”, contou em entrevista.

Publicidade

Emocionada, Celeste falou que nesse momento ela viu a filha, a agarrou e a colocou dentro do seu carro. Depois disso, ficou esperando que os filhos de duas amigas saíssem, porém, eles não saíram.

Publicidade

A mulher disse que o que aconteceu com a sua menina foi um verdadeiro “milagre”. Ela também contou na entrevista que conhecia todas as crianças que foram vítimas fatais. Em outro trecho da conversa, pontuou que não pode evitar se sentir culpada por sua filha ter escapado viva.

Publicidade

Pais fazem homenagens a alunos em massacre no Texas


Pais de alunos e familiares fizeram homenagens para os alunos na frente da escola. Celeste foi uma delas, para mostrar o seu sentimento de pesar pelas vítimas fatais, ela depositou na frente do prédio escolar um bicho de pelúcia para cada uma das crianças.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .