in

Justiça determina que PT aceite filiação da atriz de filmes adultos, Ester, a Tigresa Vip

A atriz deu início a uma ação judicial após ter a sua pré-candidatura à deputada federal negada pela sigla.

Reprodução/ Diário do Nordeste

Na quarta-feira (25), a Justiça Eleitoral do Mato Grosso expediu uma liminar determinando que o PT (Partido dos Trabalhadores) filie a atriz de filmes adultos, Ester Caroline Pessato. Mais conhecida como Tigresa Vip, ela já havia anunciado a sua pré-candidatura a deputada estadual, contudo, a sigla havia rejeitado o seu cadastro.

Publicidade

Agora, uma decisão tomada pelo juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da 38ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, obriga o partido a incluir o nome de Ester no documento de filiados da sigla em no máximo três dias.

Antes disso, o cadastro da atriz havia sido rejeitado mediante o argumento de que foram constatadas irregularidades no processo. Segundo informações, ela teria se cadastrado em Barão de Melgaço sem que o seu nome aparecesse no diretório municipal, fato que acabou sendo negado na ação que foi ajuizada pela sua defesa na terça-feira (24).

Publicidade

A defesa de Ester enfatizou que a mesma havia solicitado a transferência de seu título de eleitor para a cidade de Barão de Melgaço, onde mora atualmente. Sendo assim, diante de suas mudanças de domicílio eleitoral, a filiação partidária de Ester também acabou sendo transferida.

Publicidade

E não foi só isso. Na ação, os advogados da atriz também ressaltaram que a mesma não teve o direito ao contraditório quando teve o processo suspenso. Além disso, a candidatura de Ester já havia sido confirmada pelo PT no dia 2 e no dia 14 de abril, contudo, poucos dias depois, no dia 18 do mesmo mês, o partido anunciou a suspensão da filiação de Ester Caroline Pessato.

Publicidade

Publicidade