in

Atirador que tirou a vida de 19 crianças e 2 adultos em escola sofria bullying por ser gago

Salvador Ramos, de 18 anos, teria sido expulso de casa pela mãe antes do crime.

FOLHA UOL | DIVULGAÇÃO

Na tarde da última terça-feira (24), mais um massacre ocorreu nos Estados Unidos. De acordo com o site UOL, pelo menos 19 crianças e 2 adultos tiveram as vidas ceifadas durante um massacre provocado por um jovem de 18 anos. Salvador Ramos estudava no colégio, e foi morto pela polícia durante a ação.

Publicidade

O jovem efetuou vários disparos em uma sala da Robb Elementary School, uma escola localizada na cidade de Uvalde, no Texas, Estados Unidos. Segundo o site UOL, Salvador teria completado 18 anos dias antes do massacre. No último dia 22 de maio, o jovem compartilhou uma foto portando dois fuzis. Salvador teria enfrentado casos de agressividade em sua adolescência, o que pode ter culminado em toda a tragédia.

De acordo com pessoas próximas ao jovem, Salvador enfrentava problemas em casa, além de sofrer bullying na escola pelo fato de ser gago. O jovem não estaria conseguindo assistir às aulas, em razão disso, não conseguiria se formar este ano junto aos colegas de classe.

Publicidade

A escalada de violência foi crescente na vida de Salvador. O jovem passou a se envolver em brigas na escola, se vestir de preto e deixar o cabelo crescer. Ele também usava botas militares e atirava nas pessoas com uma arma de ar comprimido. Salvador já dava indícios de que gostava de armas pesadas através de suas redes sociais.

Publicidade

O jovem havia sido expulso de casa pela mãe, que enfrentaria problemas com drogas. Antes do massacre na escola, Salvador teria disparado contra a própria avó, com quem estava morando. O avô do atirador, Rolando Reyes, de 72 anos, afirmou desconhecer que o neto possuía armas.

Publicidade
Publicidade