in

Juíza encontrada sem vida foi ferida com a arma de fogo do marido; ele acredita em ‘momento de fraqueza’ dela

Marido também é juiz e contou à polícia que encontrou o corpo da esposa dentro do carro.

Reprodução Globo

A morte da juíza Mônica Oliveira, de 47 anos, está repercutindo em todo o Brasil. O corpo da juíza foi encontrado do carro, no estacionamento do prédio em que ela morava com o marido, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, em Belém. O caso é investigado pela Polícia Civil do Pará.

Publicidade

Ao ver a esposa morta no banco do carona, o juiz dirigiu o carro com o corpo até a delegacia. No local, foi registrado boletim de ocorrência e realizado os trâmites legais. João Augusto enviou um áudio à TV Liberal, afiliada da Globo no Pará.

No áudio, o juiz diz que a mulher com quem era casado havia dois anos tirou a própria vida. “Em algum momento de fraqueza ou coisa parecida”, disse o magistrado, que atua como juiz na Primeira Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, em Belém.

Publicidade

Polícia Civil investiga morte de juíza

O corpo de Mônica Oliveira foi encontrado pelo marido. No boletim de ocorrência registrado na delegacia, o homem contou que a esposa estava ferida com sua arma de fogo, que sempre ficava no carro. Ele disse ainda que ela saiu de casa na segunda-feira (16) à noite falando que viajaria. 

Publicidade

Os dois tinham casa em Belém (PA) e em Campina Grande (PB). Na manhã desta terça-feira, João Augusto não encontrou a chave de seu carro e pegou a reserva. Ao chegar ao estacionamento, encontrou a esposa morta no banco do carona. O juiz afirmou que há imagens de câmeras de segurança do prédio em poder da polícia. O caso corre em segredo de Justiça. Por este momento, estas imagens não devem ser divulgadas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!