in

Caso Mônica Oliveira: marido da juíza levou carro com o corpo dela até a delegacia

Corpo da juíza foi encontrado no próprio carro parado no estacionamento do prédio onde morava.

Arquivo pessoal Mônica Oliveira

A juíza Mônica de Oliveira, de 47 anos, foi encontrada morta dentro do carro em Belém, nesta terça-feira (17). O caso está sendo investigado pela polícia. Ela foi ferida com um disparo de arma de fogo. O marido acredita em suicídio. João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior também é juiz.

Publicidade

No boletim de ocorrência, consta que João e Mônica tiveram uma discussão na noite de segunda-feira. Ela saiu do apartamento onde moravam, em Belém, dizendo que iria viajar. Os dois tinham residência na capital do Pará e em Campina Grande.

Na manhã de terça-feira, João Augusto encontrou o corpo da esposa no banco carona do veículo. Havia um ferimento por arma de fogo. O juiz contou à polícia que sua arma sempre ficava dentro do veículo. João Augusto levou o corpo, dentro do carro, até uma delegacia.

Publicidade

No local, foram realizados os trâmites e registrado boletim de ocorrência. A Polícia Civil iniciou investigação para apurar tudo o que aconteceu. João Augusto afirma que imagens de câmera de segurança do prédio registraram tudo, mas como o caso corre em segredo de Justiça não devem ser divulgadas.

Publicidade

João Augusto e Mônica eram casados havia dois anos. Mônica tinha dois filhos, mas do primeiro casamento. A família da juíza quer saber exatamente o que aconteceu. João Augusto afirmou que a esposa tirou a própria vida em um “momento de fraqueza”. As investigações vão apontar o que de fato aconteceu com Mônica. A morte misteriosa deve ser elucidada com a confirmação de que ela tirou a própria vida ou com outra motivação.

Publicidade

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!