in

Mulher de personal que teve relação íntima com morador de rua quebra o silêncio: ‘Usada como objeto de prazer’

Sandra Mara Fernandes se manifestou pela primeira vez após toda a polêmica.

METRÓPOLES | REPRODUÇÃO

Após toda a polêmica envolvendo o espancamento do morador de rua Givaldo Alves, uma das personagens mais importantes da história decidiu se manifestar. Sandra Mara Fernandes é a mulher encontrada pelo marido mantendo relações íntimas com o morador de rua dentro de um carro. Eduardo Alves, marido de Sandra, espancou brutalmente Givaldo Soares.

Publicidade

Em entrevista, o personal trainer revelou que pensava que a mulher estava sendo vítima de um estupro. Givaldo Alves, por sua vez, deu sua versão sobre os fatos e afirmou que manteve relações íntimas com a mulher de forma consentida, e que, inclusive, teria sido ela que havia o abordado nas ruas.

Eduardo Alves concedeu entrevista a Leo Dias e contou que a esposa havia sido vítima de um surto, chegando a ser internada em uma clínica psiquiátrica. O personal contou, ainda, que não havia do que perdoá-la, já que nada teria sido feito de forma consciente.

Publicidade

Nesta quarta-feira (27), Sandra Maria decidiu vir à público contar sua versão sobre os fatos. “Não merecia ter sido tratada como uma qualquer, e, principalmente, ter sido usada como OBJETO de prazer durante DELÍRIOS e ALUCINAÇÕES“, disse a esposa de Eduardo através de suas redes sociais. Ela ainda revelou que buscará Justiça por todo o ocorrido.

Publicidade

Por fim, Sandra afirmou que não escolheu passar por esta situação e que foi humilhada e intitulada como promíscua, inclusive por outras mulheres. Ela ressaltou que segue buscando forças para recuperar sua vida após toda a devastação imposta pelo acontecido.

Publicidade
Publicidade