in

Mulher de 42 anos procura atendimento médico se queixando de hemorragia e equipe médica descobre motivo da dor

O caso aconteceu em Maceió e surpreendeu a todos, principalmente ao ser divulgado na imprensa.

Ascom Sesau

Uma mulher procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jacintinho, em Maceió, no dia 09 de março, reclamando estar com hemorragia e, no local, acabou descobrindo uma gravidez. Coincidentemente, cinco dias antes, outra mulher também procurou a UPA Cidade Universitária sem saber que estava grávida e deixou o local segurando um bebê nos braços.

Publicidade

O parto de Janiere Silva, atualmente com 42 anos, durou apenas trinta minutos. Segundo ela, não tinha nenhuma suspeita que fizesse desconfiar estar gestante. A criança recebeu o nome de Valetim, e nasceu antes do tempo, com seis meses, pesando 920 gramas. Devido a isso, o recém-nascido precisou ser encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Maternidade Santa Mônica. Apesar do susto, a mãe se recuperou bem após o parto.

Coordenadora de enfermagem da UPA, Ruth contou que foi um momento inusitado para ela também, mas sua equipe buscou fazer todo o processo da forma mais humanizada possível. Ressaltou, ainda, que todos ficaram felizes ao constatar que mãe e filho passam bem. Segundo ela, ‘‘trazer uma vida ao mundo traz um sentimento de esperança e dever cumprido para todos da equipe”.

Publicidade

Já o caso citado do dia 04 de março, Claudiane Silva, de 34 anos, procurou a UPA Cidade Universitária se queixando de dor na região pélvica e sangramento quando fazia xixi. Assim que a equipe médica fez a avaliação, descobriram que ela estava gestante e prestes a entrar em trabalho de parto.

Publicidade

Silva deu à luz a Luiz Otávio que veio ao mundo de parto normal sem nenhuma complicação. Depois do parto, mãe e filho foram levados para a Maternidade Santo Antônio.

Publicidade
Publicidade