in

No RS, presidente inaugura unidade de radiologia em Bagé

Nova estrutura faz parte de complexo que integra Santa Casa na cidade .

© Alan Santos/PR/Direitos reservados

O presidente Jair Bolsonaro participou, na tarde desta sexta-feira (8), da entrega das obras da unidade de radioterapia do Hospital do Câncer na cidade de Bagé, interior do Rio Grande do Sul. As obras do espaço estão finalizadas e devem receber, em breve, aparelhagem de alta tecnologia importada dos Estados Unidos.

Publicidade

Bolsonaro lembrou que perdeu o pai aos 68 anos, que teve câncer. “O câncer não pode esperar. Então, esta obra aqui, que teve, obviamente, a aceitação do governo, ministério, salvará vidas e poupará muitos sacrifícios no tocante ao deslocamento”, disse.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, citou investimento de mais R$ 4,6 bilhões em assistência oncológica por ano. “O programa de expansão de radioterapia do SUS [Sistema Único de Saúde] entregou 56 soluções como estas, 40 delas no governo do presidente Bolsonaro“, disse.

Publicidade

A unidade de radioterapia recebeu investimento de R$ 10 milhões e vai fazer parte de um complexo que integra a Santa Casa da cidade, que já realiza quimioterapia. A estrutura tem 800 metros quadrados e poderá receber 120 pacientes por dia.

Publicidade

O médico oncologista Lucas Mello de Freitas explicou que os pacientes com câncer, no interior gaúcho, terão tratamento mais completo. “Isso vai ser muito importante para os nossos pacientes, porque vai facilitar. Muitas vezes a gente tem que encaminhar os pacientes para Porto Alegre para os procedimentos, quando não tem capacidade técnica em Pelotas”, disse. “E aqui, em Bagé,  teremos esse aparelho com o software, em vez de encaminhar para outros municípios, vamos fazer aqui na nossa cidade”, completou.

Publicidade

O médico Carlos Eduardo Oliveira dos Santos, provedor da Santa Casa falou sobre o funcionamento. “A Santa Casa é um hospital de referência regional para outras cinco cidades, temos UTI neonatal, UTI pediátrica, UTI adulta. Temos, hoje, 207 leitos disponíveis para a população, atualmente 80% dos leitos são ocupados pelo Sistema Único de Saúde.”

O prédio ainda conta com sistema sustentável de reaproveitamento da água e geração própria de energia. A previsão é que o espaço atenda à população no segundo semestre deste ano.


Publicado em 08/04/2022 – 15:05 Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil – São Paulo


Edição: Maria Claudia

Publicidade

Escrito por Agência Brasil

Agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.