in

Caso Lara: suspeito do assassinato da menina mandou áudio dizendo que estava cansado de cavar buracos

Mensagem foi obtida com exclusidade pela Record nesta semana; ninguém foi preso ainda.

Record/Montagem

A morte da menina Lara Maria Oliveira Nascimento segue sendo investigada pelas autoridades de São Paulo. A criança, que tinha 12 anos, foi encontrada sem vida em uma zona de mata de Francisco Morato após sair para comprar refrigerante em uma mercearia perto de sua casa.

Publicidade

O desaparecimento de Lara foi registrado no último dia 16 e a criança foi achada morta três dias depois. A vítima apresentava sinais de violência, mas o objeto exato que provocou o óbito da menina ainda não foi identificado pela polícia.

Enquanto buscavam o culpado pelo crime, as autoridades conseguiram imagens de câmeras de segurança do local próximo de onde Lara desapareceu. Nos registros é possível ver um homem circulando de carro de maneira considerada suspeita.

Publicidade

Desde então, a polícia tem tentado contato com o homem, identificado como Wellington Galindo. A RecordTV teve acesso a um áudio enviado pelo suspeito para uma mulher com quem teve um relacionamento. “Então, ‘fia’, essa semana eu adoeci. Até no médico eu fui hoje, tem três dias que eu tô doente, sabe? Tô deitado aqui descansando. Esgotamento físico, peguei uns serviços de cavar buracos“, disse o motorista do carro visto nas câmeras de segurança.

Publicidade

Até o momento, a polícia não conseguiu encontrar Wellington. As autoridades de São Paulo estiveram na casa no suspeito após conseguir seu endereço, porém ele não retornou para a residência.

Publicidade

Um mandado de prisão preventiva já foi emitido e o suspeito é considerado foragido.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.