in

Querido morador de rua tem falecimento confirmado e deixa muitas pessoas tristes

Serjão, como era conhecido, morreu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

ÁREA VIP/DIVULGAÇÃO

Nesta terça-feira (6), uma notícia do Rio Grande do Sul chama a atenção. Um querido morador de rua de Porto Alegre, chamado Serjão, faleceu. Serjão era uma figura bastante conhecida no bairro Moinhos de Vento.

Publicidade

A morte de Serjão chamou tanta a atenção que virou notícia GZH, um dos principais veículos de comunicação do Rio Grande do Sul. Serjão tinha 56 anos e morreu na segunda-feira (4). O homem de quase 1,90 de altura foi adotado pela vizinhança e recebia o carinho e cuidado das pessoas à sua volta.

Da primeira foto que viralizou, em que aparecia mal vestido, em situação degradante, o homem passou a andar com roupas limpas, cabelo e barbas aparados. Com mais de 20 anos em Moinhos de Vento, Serjão recebia almoço e jantar de comerciantes.

Publicidade

Publicidade

Serjão sofria de esquizofrenia, ouvia vozes, tinha mudanças de humor e precisava ser medicado. Os remédios também eram pagos por comerciantes. No bairro da capital do Rio Grande, o morador de rua dormia em frente a uma loja. Havia um deque de madeira e parede de vidro para protegê-lo.

Publicidade

No WhatsApp, moradores do bairro tinham um grupo chamado “Amigos do Serjão”. Sergio tinha RG desde 2017, quando contou com a ajuda de um empresário para tirar o documento. Descobriu-se, à época, que Serjão havia saído de casa aos 8 anos, depois da morte da mãe. O pai dele tinha 81 anos em 2017.

“Eu só queria poder agradecer ao Sérgio, ele me trouxe muitas coisas boas. Resgatou em mim coisas que a gente vai perdendo pelo caminho, de olhar para o outro”, disse Claiton ao GZH. Na segunda-feira, Serjão apresentou dificuldades para respirar. O Samu foi chamado e o levou a um posto de saúde. Horas depois, Serjão foi socorrido novamente, em um posto de gasolina, sofreu parada cardiorrespiratória e não resistiu. Uma Vaquinha foi feita e o valor de R$ 4.480 foi usado no velório.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!