in

Final de semana de destruição: 18 pessoas falecem; mãe com seis filhos são soterrados

Dois últimos corpos foram encontrados na madrugada de segunda-feira em Angra dos Reis.

Reprodução/G1

Um final de semana de destruição ocasionou o falecimento de 18 pessoas em deslizamentos de terra que aconteceu em Angra dos Reis e em Paraty, ambas no estado do Rio de Janeiro. Os dois últimos corpos foram encontrados na madrugada desta segunda-feira (4) por equipes de resgate que estão trabalhando no resgate das vítimas.

Publicidade

Com esses dois novos casos de óbito, sobe para 10 o número de falecimentos em Angra dos Reis, de acordo com informações repassadas pela Defesa Civil, relatando que ainda há uma pessoa desaparecida. Segundo dados da comunidade, outras quatro pessoas estariam soterradas sob a lama.

Sete pessoas de uma mesma família são soterradas

Além da cidade de Angra dos Reis, o município de Paraty está sofrendo com os danos por fortes chuvas. Dentre os óbitos, o caso que mais tem causado repercussão é o de uma mãe que foi soterrada junto com seus seis filhos, além dela, um advogado faleceu eletrocutado ao tentar ajudar uma pessoa.

Publicidade

Lucimar de Jesus Campo faleceu junto com os filhos João, de dois anos, Estevão de cinco, Yasmin com oito, Jasmin, de dez anos, Luciano com 15 e Lucimara, de 17 anos. Os óbitos foram confirmados pela prefeitura da cidade. A tragédia aconteceu quando a casa de pau a pique foi atingida por um deslizamento de terra.

Publicidade

Outro filho de Lucimar também estava entre as vítimas soterradas. Felizmente o menino de 12 anos foi resgatado com vida e passou por um procedimento cirúrgico. A unidade médica informou ao G1 que ele está na UTI, em estado grave, porém estável. Mais quatro pessoas de outras famílias também foram feridas, mas sem gravidade.

Publicidade

Angra dos Reis tem pior chuva da história

Segundo a prefeitura de Angra dos Reis, no final de semana foi registrada a pior chuva de toda a história, tanto que foi decretado estado de emergência. O prefeito solicitou o desligamento de usinas nucleares, por receio de não haver tempo hábil de ser colocado em prático plano de emergência.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .