in

Dólar cai para R$ 4,75 com negociações entre Rússia e Ucrânia

Bolsa ultrapassa os 120 mil pontos por primeira vez desde agosto.

© Valter Campanato/Agência Brasil

O avanço das negociações de um cessar-fogo entre Rússia e Ucrânia trouxe otimismo ao mercado financeiro nesta terça-feira (29). O dólar caiu e a bolsa de valores teve forte alta, fechando acima dos 120 mil pontos pela primeira vez em sete meses.

Publicidade

O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 4,758, com recuo de R$ 0,015 (-0,31%). A cotação chegou a cair para R$ 4,71 na abertura do mercado, mas a queda perdeu força porque o dólar barato atraiu compradores.

Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula queda de 7,72% em março. Em 2022, a divisa caiu 14,67%.

Publicidade

No mercado de ações, o dia foi marcado pela euforia. O índice Ibovespa fechou aos 120.014 pontos, com alta de 1,07%. O indicador está no maior nível desde 27 de agosto do ano passado e acumula ganhos de 14,49% no ano.

Publicidade

Pela manhã, houve o anúncio do Ministério da Defesa da Rússia de que o país reduzirá a presença militar ao redor das cidades ucranianas de Chernihiv e Kiev. Também hoje, houve a primeira reunião em duas semanas para negociações de paz, na Turquia.

Publicidade

No plano interno, a troca de comando na Petrobras impulsionou a bolsa de valores. Os investidores receberam bem a indicação do economista Adriano Pires para assumir a presidência da estatal. O especialista é um defensor da política de preços dos combustíveis atrelada à cotação internacional do petróleo.

As ações ordinárias (com direito a voto em assembleia de acionistas) da Petrobras subiram 1,32%. Os papéis preferenciais (com preferência na distribuição de dividendos) valorizaram-se 2,25%. Por serem as ações mais negociadas na bolsa, os papéis da Petrobras têm o maior peso no índice Ibovespa.

* Com informações da Reuters


Publicado em 29/03/2022 – 19:06 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil* – Brasília


Edição: Fábio Massalli

Publicidade

Escrito por Agência Brasil

Agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.