in

Pesquisa mostra que sonho dos brasileiros mudou de casa própria para o próprio negócio

Com a crise durante a pandemia mundial da covid-19 muitos brasileiros se tornaram empreendedores por necessidade.

REPRODUÇÃO/ TRIBUNA PARANÁ

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva em janeiro mostrou que 27% dos entrevistados queriam construir ou expandir seus negócios. Em segundo lugar está a casa própria com 26%. Em terceiro lugar ficou a ligação entre estudo e viagem.

Publicidade

Antes, o sonho dos brasileiros era ter a própria residência. Para Renato Meirelles, presidente do instituto, a pandemia está por trás da mudança, ele acredita que a crise econômica trouxe a perspectiva de se tornar um empreendedor.

A empreendedora Amanda Santos é um dos exemplos na conquista deste sonho. Para aumentar sua renda, ela vendia produtos como pão de mel, trufas, bijuterias e roupas. Ela conta que o desejo de abrir o próprio negócio veio antes de pensar em ter a própria casa, carro ou qualquer outra coisa.

Publicidade

Como as vendas aumentaram, ela decidiu ir mais longe, largou o emprego como analista comercial para abrir uma loja de roupas. Seis meses depois, o sonho de Amanda de se tornar empresária se transformou em falência e gerou enormes dívidas. Amanda acredita que era muito jovem, sem conhecimento na área de negócios, e acabou vendendo na confiança e fiado, e acumulou dívidas com fornecedores.

Publicidade

Ela conseguiu outro emprego, mas não perdeu de vista seus objetivos. Em 2017, tentou novamente abrir uma loja, mas acabou tendo o local assaltado. Fechou o negócio e foi trabalhar para uma companhia aérea, mas com a crise a empresa cortou comissões e o salário diminuiu.

Publicidade

Amanda não desistiu, fez um curso de gestão de negócios e passou a focar 100% no seu negócio. Há dois anos, Amanda lançou sua própria marca de roupas plus size e a vende online. Possui showroom na zona leste de São Paulo, onde recebe os clientes.

Hoje, a empresa de Amanda tem seis meses de capital de giro para operar e 80% de sua produção é feita internamente. No ano passado, ela teve lucro de 800 mil reais. Muitos brasileiros assim como Amanda se tornaram empreendedores por necessidade.

Publicidade