in

Morador de rua diz o que pensa sobre esposa de personal: ‘Mulher em busca de carinho e satisfação’

Givaldo Alves, de 38 anos, deu sua versão pela primeira vez sobre o caso de Planaltina.

UOL | TERRA | REPRODUÇÃO

O site Metrópoles conseguiu encontrar o morador de rua de Planaltina que acabou ficando famoso no Brasil inteiro, após ter sido agredido por um personal trainer que o flagrou tendo relações com sua esposa no carro da família. Em recuperação após ter quebrado uma costela e ter sofrido um edema no olho, Givaldo Alves pôde dar a sua versão da história pela primeira vez.

Publicidade

O sem-teto vem sendo acusado por Eduardo Alves de ter abusado sexualmente de Sandra, sua esposa. Givaldo Alves negou as acusações e contou que foi a própria Sandra quem o abordou na rua pedindo para “namorar”. O morador de rua ficou surpreso e disse que por ser sem teto não teria condições financeiras de levar a mulher para um hotel.

Quando a mulher ofereceu o próprio carro para os dois darem uma volta, Givaldo não pensou duas vezes e aceitou a proposta feita pela esposa do personal. O morador de rua deu até os detalhes mais explícitos sobre tudo que aconteceu dentro daquele carro. O site, no entanto, preferiu cortar o áudio desse trecho da entrevista.

Publicidade

Givaldo Alves elogiou a mulher em diversos trechos da entrevista. Questionado sobre ela, o morador de rua foi claro ao expor o seu sentimento: “Mulher em busca de carinho e satisfação”, afirmou ele.

Publicidade

Sobre o personal trainer, Givaldo Alves não poupou críticas e disse que ele deve rezar para Deus, pedindo sabedoria para agir em um momento de desespero. O morador de rua ainda mandou um duro recado para o personal Eduardo Alves: “Cuide bem da sua esposa, ela precisa de carinho”, disse Givaldo.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com