in

Morador de rua que fez amor com esposa de personal conta quanto tempo relação durou: ‘Moça lindíssima demais’

Gilvaldo Alves afirma que não se arrepende do ato, e garante que não cometeu abuso contra a mulher.

UOL | TERRA | REPRODUÇÃO

O caso do morador em situação de rua que foi espancado por um personal trainer ao ser flagrado com sua esposa, segue repercutindo nas redes sociais. De acordo com o site UOL, no último dia 9 de março, Givaldo Alves foi brutalmente espancado por Eduardo Alves ao encontrá-lo mantendo relações íntimas com sua esposa dentro do carro.

Publicidade

Em entrevista, Eduardo contou que a mulher teve um surto psicótico e foi vítima de abuso por parte do morador de rua. Porém, 14 dias após o ocorrido, Givaldo abriu o jogo em entrevista ao site Metrópoles. O morador em situação de rua nega que tenha cometido qualquer violência contra a mulher, e que ela teria insistido para manter relações com ele.

Segundo Givaldo, ele caminhava próximo à rodoviária de Planaltina, no DF, quando encontrou duas mulheres com uma bíblia, e pediu para que elas orassem por ele. Após seguir seu caminho, o homem contou que foi interrompido pela esposa do personal trainer, e que ela havia dito que queria namorar com ele.

Publicidade

O morador de rua contou que negou o pedido por várias vezes, dizendo que vivia em situação de rua e que não teria dinheiro nem para pagar um hotel, mas que acabou cedendo após o convite da mulher para ir até seu carro. “A voz insistiu, quando eu olhei era uma moça lindíssima demais. Perguntei se era comigo, gesticulei, ela confirmou“, disse Givaldo.

Publicidade

Ele também afirmou que ele e a mulher demoraram no carro enquanto se relacionavam, quando foi surpreendido por um homem quebrando o vidro do carro com um soco. O morador de rua contou que recebeu uma série de socos e golpes, sem entender o que se passava.

Publicidade
Publicidade