in

Mãe de sobrevivente de acidente com caminhão do exército relata desespero; 3 faleceram e 38 ficaram feridos

Acidente com caminhão do Exército terminou com três vítimas fatais e 38 feridos.

Reprodução/G1

Um caminhão do Exército caiu de uma altura de cerca de 20 metros em uma área cercada de mata entre os municípios de Blumenau e Indaial. O Corpo de Bombeiros esteve no local e informou que 44 pessoas ocupavam o veículo, 41 atrás e três na cabine. O acidente culminou com o falecimento de três pessoas com 38 feridos.

Publicidade

A mãe de um dos ocupantes sobreviventes da queda, ocorrida no Vale do Itajaí na quarta-feira (16), concedeu uma entrevista e na ocasião relatou momentos de desespero passados pelos soldados e demais ocupantes do veículo.

Acidente com caminhão do Exército

“Ele falou que eles estavam cantando, todos contentes, cantando numa só voz. E, de repente, no meio da cantoria já foi um ‘griteiro’. Ninguém conseguiu prestar atenção em nada”, afirmou Marily Barros. Ela disse ainda que quando eles deram por si, já estavam caídos com muito grito e choro pelos ocupantes.

Publicidade

Marily disse que houve muito barulho, pessoas desmaiadas e inconscientes. Segundo ela, foram momentos desesperadores. A maioria dos feridos no acidente tiveram fraturas pelo corpo e precisaram ser acalmados pela equipe hospitalar.

Publicidade

Resgate de vítimas de acidente com caminhão do Exército

O resgate era difícil por conta do local em que a queda ocorreu. As primeiras vítimas só chegaram no hospital por volta de uma hora e meia depois. Devido ao aumento da demanda, dois dos maiores hospitais de Blumenau atenderam somente os feridos do acidente por cerca de cinco horas.

Publicidade

Outros feridos foram levados para os postos de saúde e ambulatórios da cidade. Os soldados estavam assustados com o acidente, eram muito jovens e estavam saindo para a sua primeira missão. A diretora-técnica do Hospital Santo Antônio, Maria Beatriz Schmitt Silva, informou que o serviço de psicologia da unidade precisou ser acionada imediatamente para prestar o auxílio necessário aos feridos.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .