Mulheres posam de biquini ao lado de viatura da polícia; caso gera revolta e está sendo investigado

Em nota, a Corregedoria Geral da Polícia Civil indicou que os responsáveis podem ser demitidos do cargo.

PUBLICIDADE

A Corregedoria Geral da Polícia Civil (CGPOL), por meio de nota pública divulgada no último domingo (27), informou a instauração de uma sindicância interna com o intuito de investigar o contexto de uma imagem que viralizou por meio das redes sociais, na qual três mulheres posam ao lado de uma viatura da corporação.

PUBLICIDADE

Antes da fotografia ser tirada, a placa do veículo foi tampada, o que torna difícil a apuração dos envolvidos. As mulheres aparecem de biquíni e também não tiveram as respectivas identidades divulgadas até o momento.

Informações preliminares indicam que a foto foi publicada em um perfil no Instagram, sendo excluída horas depois após a repercussão negativa do caso. A Polícia Civil condenou o ato e ressaltou que os responsáveis, quando identificados, poderão responder a duras sanções na esfera administrativa, podendo culminar, inclusive, com a demissão do cargo, dada a gravidade da natureza da conduta.

Esta não é a primeira polêmica envolvendo mulheres com a Polícia Civil do Rio de Janeiro. No último dia 23, a CGPOL concluiu o caso da mulher fotografada sem roupas no interior das instalações da 129ª Delegacia de Polícia de Iguaba Grande. As fotos foram tiradas em setembro de 2021 e, conforme a conclusão, se tratava da esposa de um policial da própria distrital.

PUBLICIDADE

O casal esperou até que o movimento na unidade caísse para que as fotos fossem tiradas. Nesse instante, o casal começou a tirar as fotos em uma espécie de ensaio fotográfico, com a mulher caminhando pelas instalações do local e posando ao lado de viatura estacionada na porta da delegacia.