in

Menina de 7 anos perde a vida em ataque da Rússia a jardim de infância; várias crianças faleceram na Ucrânia

Pelo menos 210 civis faleceram desde o início da invasão da Rússia contra o território da Ucrânia.

Volodymyr Bondarenko/Facebook

Um ataque realizado por forças do exército da Rússia na última sexta-feira (25) na cidade de Okhtyrka atingiu um jardim de infância e causou a morte de seis pessoas, incluindo a menina Alisa Hlans, de sete anos. A criança estava prestes a completas os oito anos e chegou a ser internada em um hospital, mas não resistiu aos severos ferimentos.

Publicidade

Número de crianças mortas em guerra entre Rússia e Ucrânia aumenta a cada dia

Com o avançar do conflito, os registros de óbitos de crianças aumenta a cada dia. De acordo com o governo central da Ucrânia, uma segunda criança, identificada como Polina, que esta no último ano da escola primária em Kiev, perdeu a vida com os seus pais por um grupo russo de sabotagem e reconhecimento em uma rua na região noroeste da cidade.

Ainda no segundo dia de invasão, um menino, de identidade não revelada, foi uma das vítimas do bombardeio russo realizado a um bloco de apartamentos residenciais na região nordeste da Ucrânia. Vários apartamentos foram incendiados, causando perdas fatais.

Publicidade

Outro caso impactante é o do policial Oleg Fedko, que decidiu juntar toda a sua família e se distanciar dos locais do conflito. Para tanto, contou com o apoio do pai, de mesmo nome (Oleg Fedko), repartindo os integrantes da família em dois automóveis.

Publicidade

De acordo com o irmão do policial, Denis, durante uma conversa telefônica com a matriarca da família, ouviu a idosa gritar que havia crianças no carro. Em seguida, vieram os barulhos de tiros. O resultado foi o assassinato dos dois avós das crianças, de 56 anos, a esposa do policial, Irina, e dois filhos: Sofia, de seis anos, e Ivan, que acabara de nascer.

Publicidade

Dados divulgados pelo comissário de Direitos Humanos da Ucrânia estimam, até o último domingo (27), que pelo menos 210 civis ucranianos faleceram desde o início da invasão russa, dos quais vários eram crianças.

Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com