in

Após as tropas russas chegarem em Kiev, governo da Ucrânia informa que toda população deve se alistar

Militares estão posicionadas no distrito de Obolon, cerca de 9 km ao norte do Parlamento da capital.

Jornal O Globo

Depois de um dia do presidente Vladimir Putin decretar que fosse feita uma invasão militar em larga escala contra a Ucrânia, as tropas da Rússia alcançaram Kiev, a capital do país vizinho. De acordo com informações do Ministério da Defesa ucraniana, alguns miliares russos já estão posicionados no distrito residencial de Obolon, que fica cerca de 9 km ao norte de Parlamento ucraniano, no centro da cidade.

Publicidade

Enquanto isso, o presidente da Ucrânia, Volodymyr contou que está disposto a adotar um status neutro e desistir do pedido para entrar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que é a ação militar comandada pelos Estados Unidos. No entanto, Moscou recebeu a notícia de maneira fria e afirmou que o ucraniano está mentindo.

As forças russas avançaram de forma rápida em três eixos de direções diferentes: Norte, Sul e Leste da Ucrânia. As duas primeiras foram para a capital de maneira ofensiva, de acordo com relatos das autoridades de inteligência ucraniana.

Publicidade

O ataque feito contra Kiev começou por helicópteros, durante esta madrugada. As sirenes de ataques aéreos foram acionadas para mais de três milhões de moradores, onde muitos estavam abrigados em estações de metrô em baixo da terra.

Publicidade

Logo, o Exército da Ucrânia convocou todos os civis para se alistarem, sem restrições de idades, incluindo os menores, alcançando homens e mulheres. Mais tarde, aconteceu outra convocação: Todas as pessoas sem restrição de idade, inclusive os maiores de 60 anos devem levar apenas o passaporte e o número de identidade para ajudar o seu país nesse momento tão difícil.

Publicidade
Publicidade