in

Paulo Guedes estuda novo saque do FGTS; diz como vai funcionar, quem tem direito e valor que pode ser pago

Veja como deve funcionar a nova rodada de saques do FGTS, valores, e quem tem direito de receber.

IG

No último dia 22, em um evento do banco BTG Pactual, o ministro da Economia, Paulo Guedes, contou que o governo está estudando a possibilidade de liberar mais uma rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que é destinado para os trabalhadores que possuem saldo nas contas do fundo.

Publicidade

Segundo as informações dadas pelo Ministro, a intenção da liberação de mais uma rodada de saques é para apoiar os brasileiros no pagamento das contas, pensando no fato que milhares de trabalhadores ainda estão com dívidas, e mesmo possuindo dinheiro no FGTS, não podem utilizá-lo para esse objetivo.

Guedes disse que o FGTS são fundos privados das pessoas que tem esse recurso e estão passando por problemas financeiros. Algumas vezes, as pessoas que estão devendo para o banco, é credor no FGTS.

Publicidade

De acordo com informações, todos os brasileiros que possuem saldo nas contas vinculadas ao FGTS, mesmo estando em um emprego atual ou terem tido um emprego anterior, os mesmos vão conseguir sacar seus respectivos valores.

Publicidade

A informação disponibilizada até o momento é que serão liberados saques que variam entre R$ 500 e R$ 1.000.

Publicidade

Porém, o valor ainda será discutido e definido, uma vez que é preciso manter os recursos para fazer saques regulares do programa, para que o trabalhador possa resgatar esse valor após ter sido demitido.

A nova liberação deve acontecer em até 20 dias e os saques poderão ser feitos assim que o presidente Bolsonaro assinar uma medida provisória autorizando a liberação do mesmo. Caso o trabalhador não possua interesse em fazer o saque, não será preciso fazer nenhuma operação e o dinheiro vai retornar para as contas do fundo.

Publicidade