in

Joe Biden emite alerta a Vladimir Putin após ataque russo à Ucrânia: ‘Os EUA e seus aliados responderão’

Biden se reunirá com o G7 na manhã desta quinta-feira (24) para debater a cerca de decisão russa da atacar a Ucrânia.

Denis Balibouse/CNN/Denis Balibouse

Joe Biden, presidente dos EUA, utilizou um comunicado oficial da Casa Branca, nesta quarta-feira (23), para condenar a decisão do governo de Vladimir Putin de dar início a bombardeios no leste da Ucrânia, em uma operação militar iniciada no mesmo dia.

Publicidade

De acordo Biden, o presidente russo teria escolhido uma guerra que trará perdas e sofrimento, além disso, o presidente da potência norte-americana também deixou um recado direcionado a Putin: “Os EUA e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva”, alertou.

A nota continuou afirmando que o mundo responsabilizará a Rússia pelas tragédias oriundas desse conflito e também direcionou orações a todo o provo ucraniano, que sofreu o que foi classificado pelos americanos como um ataque injustificado e não provocado das forças militares de Putin.

Publicidade

O presidente Joe Biden acrescentou também que toda a situação no leste europeu está sendo monitorada e que, nesta quinta-feira (24), se reunirá com o G7 para anunciar sanções direcionadas aos russos.

Publicidade

Biden tem um compromisso remoto com as lideranças do Reino Unido, Japão, Canadá, Itália, França e Alemanha às 11h do horário de Brasília, nesta quinta-feira (24), mais tarde, o presidente americano fará um discurso onde deve anunciar a postura que deverá ser assumida pelos Estados Unidos.

Publicidade

“Também iremos coordenar com os nossos Aliados da OTAN para assegurar uma resposta forte e unida que impeça qualquer agressão contra a Aliança”, afirmou o presidente americano através do comunicado.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.