in

Garoto de 8 anos foi levado pela enxurrada em Petrópolis e mãe desabafa: ‘Não aguento mais chorar’

Pedro e a mãe estavam em um dos ônibus arrastado pela enxurrada na rua Washington Luiz.

Reprodução Record TV

Pedro, de 8 anos, estava com a mãe, Rafaela Braga, dentro de um dos ônibus que foi engolido pela enxurrada na rua Washington Luiz, em Petrópolis. As cenas foram registradas há uma semana, no dia 15, mas ainda não saíram da memória de quem as viu e, muito menos, de quem viveu aquele momento terrível.

Publicidade

O corpo de Pedro ainda não havia sido encontrado. Rafaela deu entrevista ao Domingo Espetacular, da RecordTV, e falou sobre a agonia de não ter notícias do filho. À Record, ela contou que a água começou a subir muito rápido. O ônibus começou a balançar.

“O ônibus virou, consegui sair pela janela com meu filho. Ele pulou para o outro ônibus”, disse Rafaela, contando detalhes da tragédia. Havia muitas outras pessoas nos ônibus. Algumas conseguiram sair antes que os veículos fossem levados pela água, outros morreram e ainda há aqueles que foram levados pela enxurrada, mas conseguiram se salvar mais à frente.

Publicidade

Ela aguarda notícias sobre o filho Pedro. “Pra mim está sendo muito triste. Não aguento mais chorar. Não tenho nem mais lágrima”, disse a mulher, visivelmente abalada com toda a situação. Ao todo, Petrópolis registrou 185 mortes, de acordo com dados do Corpo de Bombeiros atualizados nesta terça-feira (22).

Publicidade

Além das mortes confirmadas até a tarde de hoje, há ainda 85 pessoas que estão desaparecidas. As buscas continuam e a esperança de encontrar alguém com vida é muito baixa. Na chuva da semana passada, diversas casas desmoronaram ao serem atingidas por deslizamentos de morros. O trabalho de resgate segue intenso.

Publicidade

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!