in

Novos deslizamentos de terra são registrados em Petrópolis após fortes chuvas na cidade

A cidade tem enfrentado um dos piores desastres ambientais de todas sua existência.

Carta Capital

Os fortes temporais que aconteceram no município de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro na semana passada deixaram uma enorme quantidade de famílias sem lar, considerando que a correnteza derrubou e levou várias residências.

Publicidade

Segundo o que informaram as equipes dos bombeiros, 171 pessoas foram encontradas sem vida até o momento. Dezenas de moradores ainda permanecem desaparecidos de acordo com os registros feitos pelos parentes.

Nesta semana, ainda chove forte em Petrópolis. O local ainda nem se recuperou na tragédia anterior e novos deslizamentos de terra foram registrados, deixando a população em completa aflição: “Ver tudo se acabando é muito triste“, desabafa uma moradora. 

Publicidade

Um barranco desmoronou no bairro Castelanea e a principal rua no local acabou ficando destruída com o episódio. Todas as residências foram atingidas e os moradores estão tendo que realizar a retirada dos entulhos. Uma idosa de 92 anos que morava em uma das casas destruídas teria morrido por conta do desabamento.

Publicidade

O prefeito Rubens Bomtempo declarou, na semana passada, estado de calamidade pública diante do cenário de guerra em que ficou Petrópolis. O local está com diversos pontos de doações com campanhas para ajudar as vítimas que perderam suas casas.

Publicidade

Os bombeiros estão usando nas buscas pelo restante das vítimas cães farejadores. Leandro Monteiro, comandante dos bombeiros, relatou como os animais têm colaborado na operação que visa encontrar corpos ou sobreviventes.

Soltamos os cães no teatro de operação. Eles sinalizam os possíveis locais onde possivelmente há corpos. Um único bombeiro passa, sinaliza, ratifica a sinalização, e depois entra uma equipe trabalhando“, disse o comandante.

Na Vila Felipe, onde três corpos foram encontrados abraçados em uma casa soterrada, Leandro disse que acredita que ainda há 16 pessoas sob os escombros.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.