in

Mãe detalha atitudes dos 3 filhos dias antes de perderem a vida em Petrópolis: ‘estavam adivinhando’

Crianças de 6,11 e 13 anos morreram e pais estão desolados com a tragédia.

Stephanie Rodrigues g1 / Arquivo pessoal

Francisca Maranguape Silva, de 50 anos, não consegue se alimentar desde terça-feira (15). A base de suco e água, a mulher tenta sobreviver à perda dos três filhos: Daniel, de 6 anos, Stepanhie, 11, e Mila, 13. A dor é grande. O marido e pai das crianças, Fábio Machado Silva, 44, também sofre bastante.

Publicidade

No sábado (19), eles tentavam a identificação dos corpos. Fábio contou ao g1 que tudo aconteceu muito rápido. Ao ouvir um barulho parecido com o de um trote de cavalo, ele chamou pelos filhos dentro de casa. A água jogou o homem longe, a 30 metros de distância. Só deu tempo de ele pedir aos filhos que subissem para o andar superior.

Quando conseguiu retornar para casa, 20 minutos depois, já não havia mais o que fazer. Francisca estava trabalhando quando tudo aconteceu. A chuva caiu durante a tarde e causou muito estrago na cidade da Região Serrana do Rio de Janeiro. Em questão de horas, choveu mais do que o esperado para o mês.

Publicidade

Lembrança dos filhos

Francisca falou sobre atitudes incomuns dos filhos na semana anterior à tragédia. Daniel, por exemplo, chegava na porta da cozinha e dizia que amava a mãe. Stephanie, dois dias antes, chorou muito e não sabia explicar o motivo. Mila, a mais velha, começou a fazer as coisas para a mãe dentro de casa.

Publicidade

“Parece que eles estavam adivinhando o que ia acontecer pra frente, isso não sai da minha cabeça”, desabafa a mãe. Nesta segunda-feira, o número de óbitos chegou a 176 em Petrópolis. Mais de 100 seguem desaparecidas na cidade. As buscas continuam na região e há previsão de chuva para esta segunda.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!