in

Petrópolis: quem são duas das vítimas fatais dos ônibus ‘engolidos’ pela enxurrada

Corpos de Zilmar e de Yasmin foram encontrados, identificados e sepultados em Petrópolis.

Arquivo pessoal / Reprodução Globo

Uma das imagens mais fortes da tragédia que assola a cidade de Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, é a dos ônibus sendo engolidos pela enxurrada e o desespero dos passageiros dos coletivos para tentarem se salvar. Havia até uma criança, com mochila nas costas, sobre o veículo alagado.

Publicidade

Entre os passageiros que estavam no ônibus, alguns conseguiram se salvar, outros estão desaparecidos e há aqueles que tiveram a morte confirmada. Entre os desaparecidos, está Gabriel, de 17 anos, que havia ido trocar uma mochila no centro da cidade naquela tarde de terça-feira (15).

Começou a chover bastante e os ônibus que passavam pela rua Washington Luiz foram invadidos pela água do Rio Quitandinha, que corre paralelo à via. Não houve tempo para fazer muita coisa. A água subiu muito rápido. Do alto de casas, pessoas filmaram o desespero dos passageiros.

Publicidade

Mortes confirmadas na tragédia

Zilmar Santos Batista estava em um dos ônibus levado pela enxurrada. O corpo dela foi encontrado, identificado e sepultado. Ela deixou duas filhas. De acordo com uma sobrinha, Zilmar teria conseguido sair do ônibus, mas foi arrastada pela enxurrada. O corpo foi encontrado no centro de Petrópolis.

Publicidade

Outra vítima fatal foi Yasmin Eliseu, de 20 anos. A estudante de fisioterapia foi levada pela água. O corpo foi sepultado em cemitério da cidade, nesta quinta-feira. Yasmin era filha única. Tias dela falaram com a imprensa e lamentaram a morte. A mãe está sem condições devido ao abalo emocional com a perda da única filha na tragédia de Petrópolis.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!