in

Como será a Supercopa do Brasil de Futebol Feminino de 2022

O campeonato que inaugura a temporada feminina irá contar com os principais times do país e terá grandes duelos pelo título.

Flickr - CBF Futebol

Começou no dia 04/02, sexta-feira, e acontece até o dia 13/02, o primeiro campeonato de futebol feminino de 2022. Elaborado pela CBF, a competição terá times como Corinthians, Flamengo e Grêmio, que já são vistos como favoritos nas apostas esportivas.

Publicidade

Além deles, Cruzeiro, Esmac-PA, Palmeiras, Internacional e Real Brasília também participam do campeonato. Como na última janela de transferências muita coisa aconteceu, todos os times chegam com jogadoras novas e chances de surpreender nos resultados.

Como é a primeira edição do campeonato, o formato da competição e os times que irão participar podem gerar algumas dúvidas. Por isso, confira como será a Supercopa do Brasil de Futebol Feminino e quem pode levar o título.

Publicidade

O regulamento da Supercopa feminina

A competição tem um formato rápido, que começa já nas quartas de final e com partida única no formato mata-mata, em caso de empate no tempo normal a disputa vai para os pênaltis. Então, a equipe que chegar na final irá jogar um total de três jogos.

Publicidade

Os times que participarão do campeonato foram selecionados através do seguinte critério: “os 8 clubes melhores colocados, limitados a 1 clube por estado, entre os 12 melhores colocados do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 de 2021 e os 4 melhores colocados do Campeonato Brasileiro Feminino A-2 de 2021”.

Publicidade

Já os primeiros confrontos foram definidos por sorteio público e sem nenhuma regra de restrição. Ou seja, todas as equipes participantes poderiam se enfrentar já no primeiro duelo. Com isso, o sorteio dos primeiros jogos ficou assim:

  • Internacional x Real Brasília – Beira Rio, Porto Alegre (RS);
  • Grêmio x Cruzeiro – Do Vale, Novo Hamburgo (RS);
  • Flamengo x Esmac – Luso Brasileiro, Rio de Janeiro (RJ);
  • Corinthians x Palmeiras – Neo Química Arena, São Paulo (SP);

Quem leva o título?

O futebol feminino evoluiu muito nos últimos anos e cada vez mais clubes começam a se estruturar, formar bons elencos e trabalhar em busca de títulos. O Corinthians tem sido um destaque na modalidade nas últimas temporadas e ano passado venceu tudo que disputou, então é sempre visto como o grande favorito.

Apesar do trabalho que tem sido feito há anos e a consistência da equipe alvinegra, algumas jogadoras que eram fundamentais no elenco deixaram o clube. Vic Albuquerque, Ingryd e Andressinha são alguns dos nomes que saíram.

Outra equipe que pode ser considerada candidata a levar o título é o Flamengo. O time carioca decidiu entrar de vez no cenário nacional da modalidade e contratou Duda, que era camisa 10 no São Paulo, e a volante Cris, com passagem na Seleção Brasileira Sub-20.

Com o aumento do incentivo ao futebol feminino, todos os times podem surpreender. Os duelos serão equilibrados e detalhes podem resolver o campeonato, por isso a emoção e a vontade de vencer estarão mais que presentes na Supercopa do Brasil feminina.

Publicidade