in

Jovem grávida de 21 anos perde a vida após ser estrangulada pelo próprio cabelo em entrevista de emprego

O funcionário foi condenado por ter sido negligente contra a candidata.

plu7/Extra/Montagem

Nesta semana, um caso divulgado em alguns portais de notícias chamou a atenção. Trata-se da morte repentina de uma jovem que foi para uma entrevista de emprego e acabou sendo estrangulada com o próprio cabelo.

Publicidade

Umida Nazarova tinha 21 anos e morava na Bielorrúsia. Ela havia ido à  fábrica Svarmet, que fica localizada em Borisov, que produz fios de solda e eletrodos, para tentar ganhar a vaga de emprego na função de assistente.

Durante uma visita supervisionada pela fábrica com alguns funcionários, o cabelo de Nazarova ficou preso em uma das máquinas do local e enrolou ao redor do pescoço da vítima, que logo ficou coberta de sangue.

Publicidade

De acordo com o que informou a mãe de Nazarova, Olga, a filha teve a garganta gravemente ferida no episódio. A mulher ainda relatou que todo o couro cabeludo de Umida foi arrancado pela máquina que a puxou.

Publicidade

Se seu couro cabeludo não tivesse sido arrancado, ela teria sido estrangulada ali mesmo pelos próprios cabelos”, conta Olga. Umida estava grávida e perdeu o filho por conta do acidente. Pouco tempo depois, devido aos graves ferimentos que sofreu, não conseguiu resistir. “Eles tiraram duas vidas”, disse o pai da vítima.

Publicidade

Segundo a mídia local, a pessoa responsável por acompanhar a jovem pela fábrica fez uma pausa para fazer um registro e, quando se virou, viu a mulher já presa. O juiz alegou “não cumprimento de seus deveres oficiais, devido à atitude desonesta e negligente… causando a morte de uma pessoa” e condenou o funcionário pelo falecimento de Umida.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.