in

Rapaz acorda com barriga aberta em praia de Guarapari após dormir no local com a namorada

O jovem acordou com a barriga cortada e o intestino aparecendo, em praia de Guarapari, no Espírito Santo.

Reprodução/TV Gazeta/ G1

Uma situação macabra tomou conta das redes sociais no último domingo (30): foi informado sobre o caso de um rapaz que dormiu em uma praia do Espírito Santo e acordou horas depois com a barriga aberta, e parte dos órgãos para fora. A situação teria ocorrido no dia 16 de janeiro, mas somente agora foi divulgada nas redes sociais. O jovem Gabriel Muniz, de 20 anos, teria ido até a praia do Ermitão, que fica no final da Praia do Morro, em Guarapari, com a namorada, e quando acordaram, ele estava sangrando e com a barriga cortada. 

Publicidade

O casal teria usado drogas com substâncias alucinógenas, e algumas versões sobre o que teria acontecido começaram a rolar nas redes sociais. Uma das teorias dava conta de que a moça teria aberto a barriga do rapaz durante o efeito alucinógeno, situação negada pelo rapaz e pela família dos mesmos. 

As famílias lançaram uma nota dizendo que os jovens foram vítimas de uma ação criminosa e violenta praticada por terceiros, que ainda não foram identificados. O jovem conversou com o R7 e isentou a namorada de culpa. Ele contou estarem realizando um luau de despedida na praia, pois iria estudar fora do país, ficando 6 meses longe. Ele disse que se encontravam embriagados quando foram surpreendidos por um grupo de pessoas.

Publicidade

Gabriel diz ter bloqueado o momento das agressões, e que só lembra da sensação de ser golpeado na cabeça e no rosto, mas não do corte no intestino. Segundo ele, seu celular foi levado, mas o da namorada foi achado na areia, e foi quando ligaram para o pai dela, que chamou o resgate. O estudante disse que sua namorada sofreu lesões na cabeça e nos braços, mas que também não se lembra do que ocorreu. 

Publicidade

O rapaz foi socorrido pelo SAMU e deu entrada em uma unidade de saúde pública às 07h30, sendo transferido em seguida para um hospital particular. Segundo a Polícia Militar, o rapaz continua internado, mas seu estado de saúde é considerado estável. O jovem disse que perdeu parte do intestino, mas que espera receber alta em menos de um mês.

Publicidade

Publicidade