in

São Paulo suspende vacinação contra a Covid-19 no domingo (30) após fortes chuvas

Vacinação será retomada nesta segunda-feira (31), nos locais já conhecidos.

FABIO RODRIGUES-POZZEBOM/ AGÊNCIA BRASIL

Em função das fortes chuvas que assolam a cidade de São Paulo, a prefeitura da capital suspendeu de forma extraordinária a vacinação neste domingo (30). A medida visa a segurança dos cidadãos e dos funcionários.

Publicidade

No cronograma montado para o último final de semana de janeiro, a vacinação ocorreria em seis parques e duas farmácias na Avenida Paulista. Já nesta segunda-feira (31), a imunização volta a ser realizada nos drive-thrus e megapostos, além das UBSs

Segundo órgãos especialistas, a tendência é que a chuva continue durante todo o domingo na capital paulista. De acordo com o Corpo de Bombeiros, nas primeiras horas do dia foram registrados seis chamados de desabamento ou desmoronamento, quase 50 quedas de árvores e três acionamentos para alagamentos. 

Publicidade

Mudança no intervalo

Na última terça-feira (25), a prefeitura da capital paulista anunciou a ampliação do intervalo entre a primeira e a segunda dose da Coronavac para 28 dias em crianças de 6 a 11 anos. A decisão foi tomada após o Instituto Butantan, que fabrica o imunizante, orientar sobre este cenário. 

Publicidade

Anteriormente, havia sido fixado um intervalo de 15 dias entre as doses da Coronavac para este grupo. Para adultos, o intervalo da primeira e segunda dose segue de 15 dias. Em termos do imunizante pediátrico da Pfizer, o intervalo permanece com o prazo de 56 dias ou oito semanas.

Publicidade

Números da vacinação

Segundo dados divulgados pela prefeitura de São Paulo, a capital paulista já acumula mais de 26,2 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19. Deste quantitativo, 4,6 milhões correspondem a doses de reforço. 

Publicidade