in

Preso há quase 20 anos por assassinato, homem é solto após irmão gêmeo confessar o crime

O advogado de Kevin Dugar, que ficou preso por quase 20 anos, espera que a Justiça encerre caso.

Divulgação/IstoÉ

Na noite da última terça-feira, 25, após quase 20 anos preso por assassinato, um homem foi solto depois que o seu irmão gêmeo confessou ter sido o verdadeiro autor do crime. As informações foram divulgadas pelo portal NY Post.

Publicidade

Kevin Dugar foi solto do complexo prisional do condado de Cook, em Chicago, nos Estados Unidos, após uma moção de fiança. Dugar foi condenado no ano de 2003 por supostamente ter assassinado um membro de uma gangue rival durante um tiroteio.

Treze anos depois, em 2016, Karl Smith, irmão gêmeo de Kevin, se apresentou à polícia e confessou que ele teria sido o verdadeiro autor do crime. Diante disso, o caso foi parar novamente na Justiça e, dois anos depois, um juiz acabou decidindo que a confissão feita por Karl não era crível, por isso, se recusou a oferecer um novo julgamento para Dugar. Recentemente, diante de uma apelação, outro juiz decidiu revisar o caso envolvendo o assassinato. 

Publicidade

O advogado de Kevin Dugar afirma que o Tribunal de Apelações acredita ter grandes chances de o júri considerar o seu cliente inocente. A defesa de Dugar espera que após analisar todas as evidências o Gabinete do Procurador do Estado do Condado de Cook encerre o caso.

Publicidade

O advogado de Dugar diz esperar que o estado faça o que ele diz ser o certo e, assim, coloque um fim no caso. Contudo, ele diz que se o caso persistir, ele espera provar a inocência de seu cliente durante o julgamento. Agora, após ter sido solto, Kevin terá que permanecer em uma instalação residencial de transição.

Publicidade
Publicidade