in

Lula descarta presença de Dilma Rousseff em possível futuro governo: ‘Muita gente nova’

Lula é pré-candidato à presidência e aparece na dianteira das pesquisas já reveladas.

Conjur

Pré-candidato à presidência da República, o ex-chefe do Executivo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sinalizou, nesta quarta-feira (26), que não deve contar com Dilma Rousseff em um possível novo governo dele. 

Publicidade

Segundo Lula, há muitas pessoas jovens com potencial, e essa será uma característica do seu governo, caso seja eleito: ter pessoas novas, mas mesclando com algumas figuras experientes e de renome.

Apesar de reforçar o respeito e a admiração por Dilma Rousseff, Lula justificou que um dos pontos negativos da ex-presidente é justamente no jeito de lidar com a política, fato que pode ter sido determinante para a derrocada dela no passado. 

Publicidade

“Ela não tem a paciência que a política exige que a gente tenha para conversar, para ouvir as pessoas, para atender as pessoas mesmo quando você não gosta do que as pessoas estão falando”, pontuou Lula, em entrevista à rádio CBN de São José dos Campos. 

Publicidade

Bolsonaro detonado

Além de ter falado de Dilma Rousseff e comentado sobre uma eventual parceria com Geraldo Alckmin, o ex-presidente Lula teceu comentários críticos ao governo de Jair Bolsonaro, principalmente por conta do comportamento do chefe do Executivo em relação ao combate à pandemia do coronavírus.

Publicidade

Segundo o petista, o atual presidente é responsável por 50% dos óbitos em decorrência da Covid-19. Lula ainda criticou a postura do governo de divulgar remédios contra a doença e serem críticos à vacinação. 

Corrida presidencial

Pelo que se desenha, Jair Bolsonaro, Lula e Sérgio Moro devem ser os principais candidatos que disputarão o voto da população no segundo semestre de 2022. O trio já oficializou a pré-candidatura.

Publicidade