in

Caso Beatriz: suspeito de tirar vida de menina com 42 facadas diz pela primeira vez porque cometeu o crime

Suspeito de tirar a vida da menina Beatriz teve seu depoimento divulgado pela primeira vez.

METRO1

O homem apontado como o criminoso que tirou a vida da menina Beatriz Angélica, com 42 facadas, prestou depoimento pela primeira vez e contou o motivo que o levou a cometer o crime. O Fantástico, da TV Globo, teve acesso ao depoimento de Marcelo da Silva, de 40 anos, suspeito de ter assassinado a menina em Petrolina, no ano de 2015, dentro de uma instituição de ensino particular.

Publicidade

O depoimento dele foi dado para dois delegados da força-tarefa montada pela Polícia Civil. O depoimento aconteceu após o resultado do exame de DNA, encontrado na arma do crime, o apontar como o assassino da menina de 7 anos.

Além do exame e do depoimento, há imagens de câmeras de segurança que mostram o suspeito no dia do crime, em frente à escola onde a criança estava. Inicialmente, ele não assumiu ser ele nas câmeras, porém, depois mudou sua declaração e relatou que tentou roubar uma motocicleta, pois não tinha dinheiro para voltar para a sua residência.

Publicidade

Suspeito de tirar a vida da menina Beatriz dá depoimento

Marcelo contou que a moto não funcionou quando tentou roubá-la, caso tivesse conseguido ele teria ido embora e evitado a tragédia. Depois, disse que pensou estar entrando em uma igreja, mas foi barrado por uma pessoa na porta.

Publicidade

Após ter sido barrado, ele voltou na escola para beber água e se deparou com a menina perto do bebedouro. De acordo com Marcelo, foi nesse momento que viu a menina perto de onde o corpo foi encontrado e que ela teria percebido que ele estava com uma faca.

Publicidade

O acusado disse que ficou com medo dos gritos dela e, por isso, a atacou depois de colocá-la no depósito. “Ela disse: ‘você está com uma faca aí’. Aí eu gritei: ‘cala a boca’. Aí eu, com medo de ela correr, disse: ‘entra aí’. Aí botei ela pra dentro do quarto. Eu disse: ‘fique caladinha, não saia, não, enquanto eu não for embora. Eu já estou indo embora, fique bem quietinha’. Aí sabe o que aconteceu? Ela começou foi a gritar”, declarou Marcelo.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .