in

Rio incentiva servidores para reforçar atendimento nos postos de saúde

Capacidade de testagem do estado será ampliada.

© Tomaz Silva/Agência Brasil

Funcionários públicos do município do Rio de Janeiro podem se cadastrar para reforçar o atendimento das unidades básicas de saúde da cidade. O objetivo é ampliar a capacidade da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de testar e vacinar a população para a covid-19, devido ao aumento exponencial de casos com a entrada da variante Ômicron no Brasil.

Publicidade

A regulamentação está no Decreto da prefeitura número 50.140, publicado na edição de ontem (12) do Diário Oficial do Município. Os trabalhadores devem demonstrar interesse no serviço junto ao órgão ao qual é ligado, que encaminhará os nomes à SMS. Os selecionados receberão gratificação de R$ 100 por dia de trabalho, com carga de até 12 horas.

Podem participar os agentes públicos da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do município. Segundo o decreto, as atividades serão na organização dos acessos aos polos de testagem e postos de vacinação e no registro de informações nos canais oficiais da Secretaria e do Ministério da Saúde. O decreto tem validade até o dia 31 de janeiro.

Publicidade

Para os pacientes, a realização dos testes é feita por ordem de chegada nos centros de saúde e polos de atendimento de síndrome gripal do município. O atendimento nos polos montados pela rede estadual do Rio de Janeiro é feito com agendamento online.

Publicidade

Mais testes

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) vai ampliar, a partir de amanhã (14), a oferta de testes rápidos de antígeno nos nove centros abertos especificamente para este fim. E no sábado (15) será aberto mais um polo de testagem, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Colubandê, em São Gonçalo, na Região Metropolitana.

Publicidade

Com isso, a capacidade vai passar de 3 mil para 5,8 mil testes realizados por dia. O exame deve ser marcado pelo site da Secretaria Estadual de Saúde (SES). A agenda ficará disponível para os dois dias seguintes e a marcação é pessoal e intransferível.

O teste de antígeno é indicado para quem está com sintomas leves ou teve contato com pessoa que testou positivo. Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5 e dificuldades respiratórias, devem procurar diretamente uma UPA ou emergência hospitalar.

Além do Colubandê, os polos de testagem do estado ficam no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), em Nova Iguaçu; no posto do Iaserj do Maracanã; no Estádio de Atletismo Célio de Barros, também no Maracanã; e junto às UPAs de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na Zona Oeste, e Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na Zona Norte.

O secretário Alexandre Chieppe, informou que deve ampliar a capacidade para 8 mil testes diários a partir da próxima semana, com a chegada de mais 2,1 milhões de testes do tipo antígeno para distribuir aos municípios.

A reportagem da Agência Brasil tentou, na manhã de hoje (13) agendar um exame, por volta das 10h15, e não encontrou vaga em nenhum dos postos para nenhum dos dias. Segundo o secretário declarou à TV Globo, o problema é causado pela grande procura.


Publicado em 13/01/2022 – 12:58 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro. 
Edição: Valéria Aguiar.

Publicidade

Escrito por Agência Brasil

Agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.