in

Brasil perde Pandinha, a girafa mais velha do país

Moradora do Zoológico de Curitiba desde seu nascimento, Pandinha iria completar 33 anos em maio.

Isabella Mayer/SMCS

A girafa mais velha do Brasil, conhecida como Pandinha, morreu nesta segunda-feira (10), no Zoológico de Curitiba. Com idade avançada, ela sofria com poliartrite, uma inflamação nas articulações, e não resistiu. Segundo informou a Prefeitura de Curitiba, foram realizados vários exames, que constaram não haver perspectiva de cura.

Publicidade

A doença estava comprometendo a qualidade de vida de Pandinha, que tinha muita dor, dificuldade de locomoção e falta de apetite. “Houve uma piora aguda do quadro nos últimos dias, ela passou a apresentar crepitação (estalos), muita dor e dificuldades de se locomover, além de perda de peso acentuada”, explicou Edson Evaristo, diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna.

Nascida e criada no zoo desde 1989, Pandinha era adorada e admirada por todos. Um dos animais mais cobiçados e preferidos dos visitantes, em especial da criançada, que tiravam fotos e a exibiam com muito orgulho.

Publicidade

Segundo o comunicado do Zoológico de Curitiba, Pandinha foi muito bem tratada e amada, principalmente pela equipe que dispensava cuidados constantes e multidisciplinares. “Cuidar de animais é sempre um desafio. Podemos acompanhar e celebrar os nascimentos e a vida desde o início, mas também temos que lidar com o ciclo da vida e dizer tchau aos nossos amigos idosos quando chega a hora“, explicou o diretor.

Publicidade

As girafas mais velhas que a Pandinha, no mundo, ficam em Colombo (Sri Lanka) e em Fort Wayne e Tucson (Estados Unidos). Geralmente uma girafa vive na natureza cerca de 15 anos. Pandinha faria 33 anos em maio deste ano, ela era filha de Pacheco e Mandinha – a junção dos nomes dos pais deu origem ao nome da filhote.

Publicidade

Publicidade