in

Bolsonaro responsabiliza medidas contra Covid pela alta inflação: ‘Ficou em casa, apoiou e agora quer me culpar’

O presidente disse que, na época, as pessoas ficaram em casa e que pensariam na economia no futuro.

Reprodução/ IstoÉ

Recentemente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a inflação do ano passado ficou em 10,06%, maior taxa desde o ano de 2015. Depois disso, o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) comentou sobre o assunto e culpou as medidas contra a Covid-19 pela alta nos preços dos produtos. As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo.

Publicidade

Bolsonaro admitiu que “temos problemas” e destacou que todo mundo está sofrendo com a inflação. Neste momento, o presidente lembrou o “fique em casa” e que, na época, as pessoas disseram que pensariam sobre a economia depois. Diante disso, Bolsonaro destaca que as pessoas ficaram em casa, apoiaram a medida e agora querem culpá-lo pela alta nos preços.

Agora, temos problemas. Inflação. Está o mundo todo com esse problema. Você lembra do fique em casa, a economia a gente vê depois? Estamos vendo a economia. O cara ficou em casa, apoiou e agora quer me culpar da inflação“, disse o presidente.

Publicidade

Publicidade

Em 2021, a inflação no país fechou muito acima da meta estipulada pelo Banco Central, que era de 3,75%, com tolerância de 1,5% para menos ou para mais. Desta forma, a meta é que a inflação não ultrapasse mais de 5,25%.

Publicidade

Jair Bolsonaro diz que o país vem se recuperando do ponto de vista econômico mais do que outros países. Mesmo assim, vale destacar que de acordo com um levantamento realizado pela Nexgen Capital, uma das credenciadas da XP Investimentos, entre os países do G-220, a atual inflação do Brasil fica atrás somente da inflação registrada na Turquia.

Publicidade