in

Cerca de 40% dos internados por Covid-19 no Rio não tomaram vacina

Número de internações aumentou devido à variante Ômicron.

© Ascom/HCPA

Entre os pacientes atualmente internados por Covid-19 na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital fluminense, cerca de 90% não têm o esquema vacinal completo (incluindo a dose de reforço), e aproximadamente 40% não tomaram nenhuma dose da vacina, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Publicidade

Em cinco dias, aumentou em cerca de quatro vezes o número de internações na rede pública municipal pela Covid-19 devido à variante Ômicron. Ontem (11), havia 180 internados pela doença, sendo 110 em leitos de enfermaria e 70, em unidades de terapia intensiva (UTI). No dia 7, eram 47 internados, dos quais 23 em enfermaria e 24 em UTI, de acordo com o Painel Covid-19 da prefeitura carioca.

Foi registrado um salto nas internações esta semana. No domingo (9), havia um total de 61 internados por Covid-19 na rede municipal de saúde, sendo 31 em enfermaria e 30 em UTI. Na segunda-feira (10), o número de internações mais que dobrou, subindo para 134, dos quais 84 em enfermaria e 50 na UTI.

Publicidade

Reabertura de leitos

A secretaria municipal informou que, em função do aumento do número de casos e internações na cidade, deverá abrir, diariamente, cerca de 30 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, na zona norte, unidade de referência para a doença.

Publicidade

A abertura será gradual e conforme necessidade. Ontem [11], foram abertos 50 leitos no hospital. Além disso, a SMS solicitou que o estado e o governo federal também abram leitos para Covid-19 na capital”, disse a pasta, em nota.

Publicidade

No dia 15 de novembro do ano passado, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, acompanharam a alta do último paciente internado por Covid-19 no Hospital Ronaldo Gazolla. O aposentado Adelino Gomes da Silva Filho, de 70 anos, estava internado na unidade desde 20 de agosto.

Na ocasião, o secretário de Saúde disse que a prefeitura estava encerrando o setor de Covid-19 do Ronaldo Gazoll devido à redução sustentada dos casos de internação e óbitos pela doença.


Publicado em 12/01/2022 – 11:49 Por Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro


Edição: Valéria Aguiar

Publicidade

Escrito por Agência Brasil

Agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.