in

Brasil registra alto índice de cancelamento de voos por conta da pandemia e gripe

Centenas de voos já foram cancelados por conta do aumento de casos da Covid-19 e de Influenza.

AZUL LINHAS AEREAS/FLICKR

O avanço de novos casos da Covid-19 após a chegada da variante Ômicron e o surto de gripe em solo nacional impactou diretamente a avião brasileira. Nos últimos dias, as principais companhias do país estão cancelando voo locais e internacionais em função da falta de tripulação, incluindo pilotos e copilotos.

Publicidade

Os funcionários  da Azul, Gol e Latam estão sendo afastados por atestados seja em razão de infecção pela covid-19 ou pela influenza, que vem afetando muitos estados. Todo o cenário vem impactando no cancelamento de centenas de voos.

Em posicionamento, a Agência Nacional de Avião Civil, a Anac, afirmou que “está monitorando os casos de doenças respiratórias causadas em pilotos, comissários e demais profissionais do setor aéreo”.

Publicidade

Entre as empresas, a Azul aparenta ser a mais afetada pela situação de afastamentos. Somente em janeiro, houve um aumento de 405% nas baixas por este tipo de quadro. O problema fez com que a companhia propusesse um acordo coletivo aos empregados, ofertando gratificação em dinheiro para quem aceitar a redução de folgas.

Publicidade

Latam 

Em nota, a Latam informou que no intervalo entre esta segunda-feira (10) até o próximo domingo (16) já cancelou 1% de todos os seus voos domésticos e para fora do país. O índice representa o remanejamento de 111 decolagens.

Publicidade

A empresa ainda recomendou que os passageiros que irão embarcar neste período, verifique o estado do voo, para não correr o risco de comparecer ao aeroporto, e não embarcar por conta do cancelamento. 

De acordo com o regulamento da Anac, o cliente tem direito a reembolso total da passagem aérea em situação de cancelamentos com um intervalo inferior a três dias. O portal do órgão traz todas as informações sobre os problemas que podem surgir. 

Publicidade