in

Pescador, vítima fatal da tragédia de Capitólio andava de lancha pela primeira vez; velório causa comoção

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou 10 vítimas fatais na tragédia em Capitólio.

ARQUIVO PESSOAL - REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Júlio Borges Antunes, de 68 anos, foi a primeira vítima identificada da tragédia ocorrida em Capitólio (MG) no último sábado. Na ocasião, uma pedra se desprendeu de um dos famosos cânions da região, atingindo lanchas com turistas que visitavam o local.

Publicidade

Segundo a família do senhor de 68 anos, Júlio Borges Antunes era pescador e conhecia muito bem aquela região, no entanto, era a primeira vez que ele passeava de lancha. Julio tinha muita habilidade na água, sendo um bom nadador, mas não teve chances de se salvar da tragédia.

O pescador, segundo familiares, foi convencido por um amigo de infância a fazer o passeio de lancha no último sábado. A princípio, Júlio disse não ao amigo, pois ia almoçar na casa de sua irmã, mas mudou de ideia e acompanhou o colega naquele que seria seu primeiro e último passeio de lancha.

Publicidade

O velório e o enterro de Júlio Borges Antunes aconteceram no último domingo em São José Barra, cidade próxima a Capitólio. A cerimônia foi marcada pela enorme comoção de amigos e parentes do pescador.

Publicidade

Até o momento o Corpo de Bombeiros confirmou dez mortes na tragédia de Capitólio. As buscas no local ainda continuam mesmo após esses dez corpos terem sido encontrados. Pedro Aihara, que é o porta-voz e tenente do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, afirmou que devido ao impacto da rocha ter sido muito forte, alguns corpos foram dilacerados e não foram encontrados em sua forma íntegra. O trabalho continua e deve ser intenso nas próximas horas.

Publicidade

Vários feridos já foram liberados do hospital após atendimento inicial.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com